O site está indisponível

A nossa rede de distribuição não chega ao Internet Explorer.

Aceda com: Google Chrome, Microsoft Edge, Mozilla Firefox ou Safari.

confirmar

Perguntas Frequentes

Como podemos ajudar?

voltar

Estará a segurança da minha instalação garantida com a utilização dos novos gases?

Num contacto permanente com as partes interessadas da cadeia de valor, a Portgás tem analisado as preocupações e os reptos que se colocam ao nível da operação e utilização em segurança de acordo com os teores de hidrogénio que se pretendem utilizar num futuro próximo. Estudos apontam que, comparativamente com o gás natural, os riscos associados aos sistemas de distribuição de gás natural (GN) aumentam com adição de hidrogénio (H2). No entanto, este impacto está intimamente dependente da concentração de H2 introduzido na mistura GN/H2.

As percentagens de H2 até 10 % na mistura com GN apresentam uma influência desprezável nos ativos na rede de distribuição de gás natural quer no caso da média pressão em gasodutos de aço, quer na baixa pressão constituída por ativos em polietileno de alta densidade) e nos equipamentos dos clientes. Não obstante, é sempre aconselhado analisar as especificações técnicas dos fornecedores na presença de compressores, turbinas, bem como de cromatógrafos.

A adaptação/reconversão dos equipamentos domésticos de uso regular, isto é, fogões, fornos ou caldeiras, é um desafio ainda a ultrapassar a curto e médio prazo, com as políticas atuais a apontar para 2030 como o ano de aumento do nível de maturidade das tecnologias. Contudo, existem atualmente equipamentos domésticos novos já desenvolvidos para suportar 100 % de hidrogénio.

 

Perguntas frequentes relacionadas

  • Em caso de fuga na via pública, como posso detetar? E na minha habitação?

  • A probabilidade de 'falhas de gás' com hidrogénio é a mesma do que com 100% gás natural?

  • Quais os fatores necessários para garantir a segurança da instalação com injeção de hidrogénio?

  • O setor do gás vai continuar a ser competitivo quando comparado com outras energias?